É um país do centro da América do Sul, limitado a norte e oeste pela Bolívia, a nordeste e leste pelo Brasil e a sul e oeste pela Argentina. Sua capital é a cidade de Assunção. O Paraguai é um dos dois países da América do Sul que não possuem uma saída para o mar, juntamente com a Bolívia. Possui uma área de 406.752 km², um pouco maior que o estado brasileiro de Mato Grosso do Sul. O nome do país é derivado da palavra guarani paraguái, que significa “de um grande rio“. O “grande rio” é o rio Paraguai, que divide o pais em duas regiões, Region Oriental e Region Occidental (ou Chaco). A população paraguaia foi estimada em cerca de 6,5 milhões de habitantes em 2009, a maioria dos quais estão concentrados na região sudeste do país. A capital e maior cidade é Assunção, cuja região metropolitana é o lar de cerca de um terço da população do país. Em contraste com a maioria das nações latino-americanas, a cultura e a língua nativa do país — o guarani — permaneceram altamente influentes na sociedade. Em cada censo, os residentes predominantemente identificam-se como mestiços, refletindo anos de miscigenação entre os diferentes grupos étnicos do país. O guarani é reconhecido como língua oficial, junto com o espanhol, e ambos os idiomas são falados pela população.

O guarani, língua falada pela maioria da população, e o espanhol são os idiomas oficiais, sendo que 95% da população é bilingue. O dialeto falado no país é o espanhol rioplatense. Há também dezenas de milhares de falantes puramente indígenas de dialetos guaranis no Paraguai.

O catolicismo é a religião mais popular, não mais oficial desde a atual constituição.

A constituição de 1992 admite a livre prática de qualquer tipo de religião ou crença. 89,6% da população são católicos e 6,2% são protestantes, com predominância de menonitas. Há também minorias que incluem 1,1% de cristãos de outras afiliações, 1,9% de outras religiões e 1,1% de ateus.

O projeto Peru nasceu no coração de Deus e desde de 2012 apoia missionários autóctones na Cordilheira dos Andes (Moquegua e Mollendo) e Selva Amazônica Peruana (Amazonas, Pucallpa e Rio Purus) este apoio consiste em ajuda econômica a missionários nativos, escolas bíblica infantil, formação teológica e tradução bíblica. Alem disso temos um pequeno barco no Rio Purus, que serve como meio de transporte para evangelização e visita as comunidades indígenas e ribeirinhas.

>Na Cordilheira dos Andes é desenvolvido um trabalho de implantação de igrejas autóctones no Distrito de Santo Antonio em Moquegua, localidade que não chove a mais de 30 anos, um dos maiores desertos do mundo, nesta região ha muitas almas para serem ganhas para Cristo. Em Mollendo, que é uma cidade na costa do Pacifico e aos pés da cordilheira também é desenvolvido um grande trabalho evangelístico, social e de implantação de igrejas com o objetivo de alcançar cidades vizinhas que possuem uma triste realidade : a baixa presença evangélica. Um dos grandes desafios desta região é a idolatria e costumes ancestrais que fazem parte da cultura andina peruana, mas com a fé em Deus e a pregação de sua palavra os missionários nativos estão levando libertação e esperança ao coração dos povos andinos.

A selva Amazônica Peruana é a segunda maior extensão de floresta tropical na America do Sul, nela vivem centenas de povos indígenas, alguns ainda isolados sem contato com o mundo contemporâneo, nossa missão está desenvolvendo trabalhos evangelísticos em duas áreas da Selva Peruana, no rio Purus que faz fronteira com o estado brasileiro do Acre, atualmente temos apoiado 5 missionários nativos de 3 etnias diferentes e cooperado na evangelização e tradução de folhetos evangelísticos, porções bíblicas em línguas indígenas. Nosso barco missionário tem levado nessa região auxilio e esperança para muitos no interior, já em Pucallpa no Rio Ucayali apoiamos o trabalho de implantação de igrejas e seminário de capacitação teológica para os indígenas das etnias Ashaninka e Shipibo Konibo com a visão de atender a necessidade espiritual de mais de 80 aldeias sem a presença evangelica. Nosso alvo é alcançar os povos da selva com a mensagem de salvação pela fé no senhor Jesus, organizar igrejas nativas e treinar eles como missionários autóctones para que preguem o evangelho em aldeias e povoados sem a presença evangélica. Ressaltamos que nossa missão tem como meta preservar a cultura indígena, valorizando a língua materna que fala seu coração.

Os peruanos estão cada vez mais orgulhosos da riqueza histórica e cultural do passado e do presente. Hoje reconhecem o valor dos Andes e da Amazônia por tudo o que eles representam em termos de recursos e tradição milenar.É a civilização mais antiga da América do Sul do seu  território e  império surgiram os países vizinhos. O Peru foi o centro político e produtivo da região, com uma privilegiada situação geográfica. O  grande legado cultural do Peru antigo também se expressa na variedade de línguas nativas que coexistem em seu território. O espanhol é o idioma oficial, utilizado em grande parte do país. Também são reconhecidos constitucionalmente: o quechua, falado em várias regiões andinas, com suas respectivas variantes, e o aymara, predominante no sul dos Andes. O shipibo, o ashaninka, o aguaruna, utilizados por comunidades da Amazônia, são algumas das 43 línguas nativas identificadas no país. A liberdade de culto é a regra no Peru, embora a religião majoritária seja a católica, herdada também dos espanhóis. As festas religiosas têm uma forte influência espanhola, mas são uma expressão de sua convivência com a diversidade de crenças e cultos de nossas culturas pré-hispânicas. Neste contexto a missão está sendo feita, com a convicção que milhares de almas conhecerão e receberão a Jesus como salvador, produzindo um grande avivamento.

Os líderes

Pastor Luciano Vicente
Líder em base

Pastor Luciano Vicente é líder do Projeto Discipulando Nações ( Paraguai ), resultado do chamado de Deus no ano de 2003. Em 2005 foi consagrado ao ministério na Assembleia de Deus em Taubaté – SP e assim desenvolve seu ministério como pastor na Igreja Assembleia de Deus Missão na cidade de Taubaté – SP e também como presidente do Projeto Missionário Discipulando Nações ( implantação de igrejas autóctones, formação de lideres, missionários e tradução de porções bíblicas ), atuando em 14 etnias indígenas, de 12 nações.

É formado em : Teologia pelo Centro Internacional de Missões em São Lourenço (MG), Missiologia pela EMAD, Ciência da Religião e Bibliotecário pela Escola Ensino Nacional, Biblista ( bacharel com enfase em tradução bíblica ) pelo seminário SETEAD de Brasilia.

Seu lema é: em Cristo e por missões até os confins da terra!

O Projeto Kakuaa nasceu com o objetivo de fornecer alimento e apoio espiritual às crianças e jovens de nossa comunidade. O objetivo não é apenas ajudá-los a melhorar sua situação de vida, mas a sair da pobreza através da transmissão de princípios e valores bíblicos que quebram seus paradigmas e eliminam a miséria. Queremos mostrar-lhes o caminho, para que possam se levantar em busca de um futuro melhor com o favor e a bênção de Deus.

No dia 25 de novembro o projeto completará dois anos, e nós por meio da igreja que estamos implantando no bairro chamado Loma Barrero, temos executado este projeto como parte da estratégia de implantação da igreja em sua extensão.

Acreditamos que dar aos necessitados faz parte de nossa responsabilidade social como cristãos, porque a Bíblia diz que “o que se compadece do pobre empresta ao Senhor” (Provérbios 19:17). Mas além do aspecto bíblico, fazemos isso porque queremos ser parte de uma mudança positiva em nossa comunidade, ajudando e proporcionando uma oportunidade de crescimento.

Nestes dois anos de trabalho, chegamos a ter mais de 50 crianças, mas ainda há um longo caminho pela frente. A nossa comunidade tem um alto índice de pobreza, famílias que vivem em situação de risco, e algumas dessas crianças às vezes conta no sábado com este trabalho. Bem verdade, que nosso trabalho não é usar esta estratégia para poder fazer número, pois eu penso que a igreja como agente divulgador do evangelho, tem por sua obrigação estar envolvida em todas as áreas da vida da comunidade.

Dada esta necessidade, nos envolvemos com a comunidade por meio do projeto Kakuaa, para ser parte da mudança em nossa comunidade, ajudando a crianças, jovens e famílias para se tornarem verdadeiros filhos de Deus com um futuro abençoado. A mudança é o resultado massivo de uma ação iniciada por poucos.

Programação

Sábado pela Manhã:

Estamos ensinando a Bíblia por meio de uma atividade que se chama Hora feliz. O projeto consiste em ensinar a Bíblia toda em 7 anos, a crianças de 04 a 14 anos.

Reforço Escolar:

No ano de 2018, começamos o projeto de reforço escolar, com 15 crianças. O primeiro semestre do projeto foi muito bom, onde as professoras trabalhavam com eles um devocional, e ensinavam matérias de espanhol, matemática. Os materiais didáticos são fornecidos pela Fundação Jesus Responde ao mundo de hoje. Neste trabalho temos que ter toda a estrutura física, bem como os voluntários e algo de merenda para servir as crianças.

Escola de Futebol:

>O projeto da escola de futebol começou com 70 participantes, em sua maioria jovens que estão com problemas de drogas. Nossa comunidade hoje, tem um alto índice de jovens marginalizado pelas drogas, álcool e outros vícios. Ademais, quando se trata de este tema, temos alguns fatores extremamente agravante:

  • O grande índice de abuso sexual sofrido pelas jovens dentro de casa.
  • O problema da pobreza, e por causa de isso, a busca por dinheiro fácil, por meio do roubo e da prostituição.
  • A ausência de famílias presente nos lares, tendo em vista que pai e mãe tem que trabalhar de domingo a domingo, por mais de 14 horas para poder trazer o sustento da casa, enquanto isso os jovens ficam ociosos.

Projetos futuros:

Nosso sonho com este projeto, é estabelecer um curso de música para estes jovens e por meio da arte pregar o evangelho. Experimentamos no ano de 2016, este trabalho que resultou na conversão de 6 jovens. Os testemunhos são os mais diversos. Mas todas tinham algo em comum: elas só estavam nas drogas, porque foram abusadas, e porque não tem o que fazer durante o dia. E para ganhar dinheiro, precisam as vezes se prostituir.

Pensamos que por meio da música e da arte, alcançar estes jovens e consequentemente as famílias, que hoje com a graça de Deus temos já a confiança da comunidade.

Cursos profissionalizantes

Com a graça de Deus, nós já temos o terreno da igreja (12×34), onde pensamos em construir o espaço do templo e dois andares mais, para ter-nos a possibilidade de ter salas para a realização destes cursos, bem como o espaço para a música.

Estamos dentro de nossa possibilidade realizando o trabalho da implantação da igreja por meio de estes projetos sociais. Sabendo que os desafios são grandes, mas não tem impedido de alcançar nosso objetivo. Hoje, com a graça de Deus, a igreja que começou em minha casa, já conta com 14 famílias, com três jovens, 21 crianças e 22 de adultos. A igreja hoje funciona em um salão alugado, e temos mais dois trabalhos de célula em áreas onde não tem igrejas. Estamos numa cidade de 257 mil habitantes, como menos de 0,0001% de evangélicos. Mas estamos desafiados a fazer grande o nome de Jesus sobre o Paraguai.

Nossa visão:

Plantar valores com base cristã, ensinando a crescer na graça e conhecimento da Palavra de Deus.

Nossa missão:

Estabelecer um projeto social para crianças, jovens e toda a família, onde através dessas atividades, eles são instruídos pela palavra de Deus com valores e princípios cristãos, orientando-os a crescer como pessoas com integridade, com um propósito.

Nossos valores:

  • Plantar sementes de amor através do serviço social da igreja, cumprindo assim um chamado de Jesus Cristo.
  • Plantar o amor de Jesus Cristo para transformar vidas.
  • A comida física pode ser a chave para curar corações.
  • A contenção de cada membro da nossa equipe pode marcar positivamente a vida de uma criança.
  • Por meio do ensino bíblico, aplicar valores que possam mudar realidades.

Os líderes

Gilberto Ramos
Líder em base

Sou Gilberto Ramos, nascido em 18 de dezembro de 1982 casado com Mere Ramos, pai de Ana Carolina Ramos (17) e Rebeca Ramos (6). Somos do estado de Pernambuco. Aceite a Jesus no ano de 2001, na Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Recife(PE) (Pr. Ailton Jose Alves). Na igreja sempre estive envolvido nos trabalhos de evangelização e discipulado.

Trabalhei como: Dirigente de Campanha Evangelizadora, Coordenador de Discipulado, Dirigente de Escola Dominical, professor e etc.

No ano de 2008, fui transferido para a cidade de Fortaleza-Ce, onde me estabeleci na no bairro de Messejana, congregando-me na Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Messejana (Pr. Moacir Paula de Sousa). No campo exerci as funções de vice líder de jovens. Coordenador de Evangelismo e Discipulado, e secretario de missões.

No ano de 2015 fui enviado para o campo missionário, sendo o primeiro missionário deste campo a ser enviado para as missões transculturais. O propósito de nosso envio ao Paraguai foi estabelecer a base missionária no Paraguai e preparação de obreiros para o trabalho missionário local e transcultural, sendo o Paraguai o estágio dos vocacionados vindo do Ceara.

Sou o diretor do instituto Bíblico Maranata, onde coordeno toda a parte dos cursos de teologia. No ano de 2016, por direção de Deus, fomos desafiados a trabalhar na implantação da igreja onde hoje estamos.

Atualmente, estamos trabalhando na implantação da igreja, que já conta com 46 pessoas, temos dois trabalhos de células funcionando no km 21 do bairro São Joao, e no Km 23. Estes temos um total de 3 famílias.

Trabalhando no treinamento de obreiros nativos, para a execução do trabalho, e implantação de novos trabalhos dentro da cidade de Capiata. Estamos a 20 km da capital Assunção, no que se chama de Ruta 1, a 40 Km da fronteira de Argentina, e 320 km do Brasil.

Formado em teologia pelo seminário teológico Cidade dos funcionários, tendo cursado administração e logística na universidade federal de Pernambuco. Com experiência na área de supermercados, e representações comerciais.