Guiné-Bissau, oficialmente República da Guiné-Bissau, é um país da África Ocidental que faz fronteira com o Senegal ao norte, Guiné ao sul e ao leste e com o Oceano Atlântico a oeste. O território guineense abrange 36.125 quilómetros quadrados de área, com uma população estimada de 1,6 milhão de pessoas.

Entre todas as carências, os missionários da Guiné-Bissau tem levado o maior suprimento que precisamos: o amor de Jesus Cristo!

Nosso trabalho em Guiné-Bissau se iniciou no ano de 2008, precisamente no mês de Junho, quando aterrizamos em solo guineense, na verdade sem saber em qual área trabalharíamos, viemos a esta nação com o propósito de servir ao Senhor e ao povo.

De imediato iniciamos a obra auxiliando o obreiro Sílvio e esposa, junto a uma congregação numa aldeia a 16km de distância da capital e também fomos trabalhar em uma escola onde na ocasião haviam 78 crianças matriculadas.

O tempo se passou e hoje após 11 anos de trabalho podemos ver como o Senhor tem cooperado conosco junto a sua obra.

Hoje seguimos trabalhando junto aos obreiros nacionais, avançando com o evangelho do Mestre. Focamos nosso trabalho na evangelização e alfabetização das crianças e também na formação e capacitação de obreiros nativos para o trabalho do Senhor.

A região de Quebo e arredores nos chamou a atenção porque o nível socioeconômico é muito baixo e desorganizado. Nessa região, temos grandes carências na área da saúde e na educação.

O projeto que estamos desenvolvendo atua em 3 áreas: EDUCAÇÃO, SAÚDE e AGROPECUÁRIA.

Na área da Educação:

O projeto visa minimizar o analfabetismo e dar uma assistência completa nesta área para diminuir o êxodo rural. Já estamos aqui, no sul da Guiné, por mais de dez anos, trabalhando com as comunidades mais carentes. 

O que temos feito:  

Mantemos três escolas, uma em Quebo, onde é a nossa base, uma na aldeia de Djati, há três horas de Quebo ao sul, outra em Cruzamento de Igleidje. Estamos com, aproximadamente, 400 alunos nestas aldeias carentes, que estão cursando Ensino Básico Unificado e Liceu, em nossa escola, (devido à falta de acomodações tivemos que limitar as vagas) sendo que, aproximadamente, 60% são moças e, a grande maioria, crianças carentes.

Mantemos cursos extracurriculares, principalmente no período das férias. Também capacitação para professores com apoio de profissionais vindos de outros países.

Na área da Saúde: 

Visamos desenvolver várias áreas, em conjunto com a escola, tais como:

Nutrição, através da merenda escolar, melhorar as condições nutricionais dos alunos. 
Planejamento familiar (educando para diminuir o percentual de gravidez precoce) e lutando contra os casamentos obrigatórios. 
Educação e orientação quanto as doenças sexualmente transmissíveis e apoio as vítimas do HIV. – Apoio também na evacuação de pacientes, quando necessária, a um hospital na capital. 
Fazemos brigadas de saúde nas tabancas (aldeias) vizinhas, com atendimento médico e odontológico, através de ajuda voluntária de curto prazo, com parceiros internacionais.
Atendimento de apoio a saúde básica, em nossa pequena clínica, com apoio médico e brigadas de saúde. – Facilitação de medicamentos a baixo custo ou doações, quando necessário.
Na área da Agropecuária:

Desenvolver hortas comunitárias, incentivar associações de criadores de pequenas crias e transformar este produto em alimentação para assim combater a desnutrição.

Esperamos, através de nosso projeto, identificar mais e mais as necessidades reais desta população e intervirmos no melhoramento das mesmas de uma forma efetiva e eficaz.
Na execução de nosso projeto, estamos beneficiando todos  nossos  alunos, professores  nacionais que estão  trabalhando conosco e  uma média de 30 jovens carentes, na maioria moças, que assumimos o compromisso de mantê-las por falta de recursos de suas famílias ou por terem sido livradas de situações de casamentos forçados, mas acima de tudo, através do nosso trabalho, temos como objetivo principal anunciar o amor de Deus aos que nunca ouviram do evangelho,  plantando igrejas e discipulado os que vão crendo.

Por isso, moramos e trabalhamos bem ao sul do país, mais de 200 km da capital, alcançando esta região e também o país vizinho Guiné Conacri, onde já entramos por vários anos, batalhando também por este povo.

Faça com o coração a oração por essa nação, onde dando a alimentação dessas crianças, trazendo junto a educação e a Evangelização com o poder da Palavra de Deus e no mover do Espirito Santo a transformação de muitas famílias.

Jesus importou-se com as pessoas como um todo, corpo, mente e alma. O Projeto Guiné-Bissau em ação, visa essas três dimensões, e assim procura atender as necessidades humanas sem motivos alheios, mas como expressão do amor de Deus em ação.

Nossa visão: É alcançar o maior número de famílias que necessitam desta ação, para isso, visamos a alfabetização, com princípios na evangelização, proporcionando uma alimentação e crendo na transformação.

Público alvo: O projeto é primeiramente destinado aos alunos da Escola Evangélica Norman Anderson, por conseguinte aos alunos matriculados na Escola Bíblica Dominical, abrangendo assim os filhos de nossos obreiros e às famílias mais necessitadas.  

Nossos Objetivos:

Alfabetização: Apoiar o Governo nesta tarefa onde ainda há um índice de quase 70% de analfabetismo.

Evangelização: Colocar na prática o papel primordial da Igreja, que é anunciar a salvação entre os povos, pois entendemos que é a missão da Igreja, frente a um inimigo tão poderoso; temos que sair das quatro paredes e caminhar em meio a multidão carente, desesperada como ovelhas sem pastor, caminhando para a morte, e interferir nesta trajetória.

Alimentação: Todos nós temos o direito de se alimentar, porém quando falamos em Guiné-Bissau, falamos em uma única refeição diária e mesmo assim sem os nutrientes necessários para uma boa saúde.

Transformação: Cremos nos registros do apóstolo Paulo, quando escreveu a sua segunda carta aos Coríntios dizendo: “Eu plantei, Apolo regou, mas Deus deu o crescimento”. Fazendo nossa parte poderemos contar com a parte de Deus.  

O Projeto AÇÃO, deve ser analisado em três aspectos:

Assistência social: é dar um peixe a alguém;
Serviço social: é ensinar-lhe a pescar, e;  
Ação social: é despoluir o rio para que nunca falte peixes para a pescaria.
VOCÊ JÁ COMEU HOJE?

Um total de 120.500 pessoas na Guiné-Bissau tem falta de alimentos e de uma dieta nutricional adequada, revela o primeiro boletim do sistema de seguimento da situação alimentar no país, divulgado pelo Instituto de Estudos de Desenvolvimento (IDS, na sigla em inglês) sobre fome e subnutrição o qual coloca a Guiné-Bissau na 45ª posição em relação a 45 países analisados no contexto de 22 indicadores.    PESQUISA (internet)

Missionária Lucimara Santos
Líder em base

 Lucimara dos Santos da Cruz, tem 36 anos, nasceu no dia 18 de Setembro de 1982 na cidade de Pindamonhangaba – SP, Brasil.
Cresceu em um lar Cristão e pela misericórdia de Deus nunca  desviou do caminho do Senhor; em um  total de 7 irmãos todos criados na presença de Deus, mesmo perdendo o pai muito cedo sua mãe não separou deles os princípios cristãos. Desceu as aguas batismais aos 15 anos de idade e foi selada com a promessa do batismo com Espirito Santo na  primeira participação na Santa Ceia do Senhor.

Solteira começou a trabalhar na VEMBRASIL como Locutora da Radio Missionaria e no trabalho do departamento de expediente, é responsável em enviar via correio todos os tipos de documentos da Agencia de Missões e também o relatório de todos os missionários aos seus respectivos adotantes.

É líder em base do Projeto Guiné Bissau, faz palestras de missões, louva solo e também com suas irmãs forma  o Trio Celestial, pela misericórdia de Deus tem ministrado a palavra de Deus em  cultos com Crianças, louvando juntamente com eles, semeando e regando a palavra de Deus nos pequenos corações.

Seu desejo maior e estar sempre servindo a Jesus libertando vidas das trevas e das garras de satanás.  

Pastor Osias Oliveira dos Santos
Líder em campo

Pastor Osias Oliveira está em Guiné-Bissau há 11 anos, casou no mês de março de 2008 e foi para o campo missionário três meses depois, chegando em junho de 2008. 

Trabalha com escola secular, são duas unidades, com um total de 510 crianças, onde tem  a ajuda de 25 obreiros locais que  apóia este trabalho; Estamos em oração para novas adoções, pois nossos obreiros africanos  são carentes e necessitados.

Esteja conosco nesse lindo projeto Guiné Bissau em Ação para que possamos levar a Educação, Alimentação, Evangelização resultando na transformação desta nação.

Oramos para que Deus vós retribua pelo vosso trabalho, que será recompensado pelo Senhor da Seara.