Loading...

Saudo a todos leitores, intercessores e mantenedores deste projeto com a paz de nosso senhor Jesus Cristo. Passo a informar que nos dias 25 a 29 de junho do ano de 2018, eu pastor Luciano Vicente estive presente na Ilha de Pascoa um local que é o pedaço de terra mais longe de um continente, em meio ao oceano pacifico a ilha faz parte da Polinésia e atualmente é um território controlado pelo Chile; neste local tão isolado e remoto estamos em busca de almas para Cristo.

Ao desembarcar na Ilha de um voo de 5 horas de Santiago no Chile a Ilha de Pascoa fui recepcionado pelo nosso líder de campo o pastor Urias Brito que com muita alegria me deu as boas vindas ao seu campo de trabalho; fomos para casa pastoral e ali depois de uma janta fui descansar pois tinha muito campo a ser visitado.

Na manha seguinte após o café da manhã fui conhecer a igreja nativa, e na casa pastoral vieram alguns irmãos para oração e aconselhamento, na tarde fomos ao centro da Ilha para alugar um carro para assim visitar os irmãos que vivem mais distante do centro.

A noite o missionário nativo Robinson Tepano veio a igreja e junto de nosso líder em campo pastor Urias Brito e esposa Marciene fizemos uma reunião de estratégias e avanço do evangelho na Ilha e outras partes da Polinésia. Nesta oportunidade também entreguei a oferta missionaria ao obreiro nativo, que muito se alegrou pela contribuição da igreja e missão brasileira.

No dia seguinte saímos cedo para visitar os irmãos que vivem mais distante do centro da Ilha, e no trajeto conheci a beleza exuberante do pacifico, além dos vulcões e moais que são enormes estatuas de pedra feita pelos nativos Rapanui.

Na segunda noite na Ilha, foi realizado um grande culto e celebramos a ceia do senhor Jesus, foi um momento único de ter a oportunidade de cultuar a Deus em uma cultura tão diferente da nossa, com louvores em Rapanui e a mensagem que preguei também traduzida ao Rapanui.

Este projeto tem dado frutos espirituais maravilhosos, no domingo dia 24 de junho fora batizado 6 almas pelo nosso líder de campo ( Urias ) e obreiro local nativo ( Robinson ); e na igreja local foi separado ao diaconato um irmão Rapanui e estabelecido o corpo de obreiros com nomeação de tesoureiro e secretaria para auxilio do dirigente local, missionário Robinson .

A igreja na Ilha, está muito animada e crescendo a cada dia na graça e conhecimento de nosso senhor Jesus Cristo.

Temos um grande desafio de alcançar com a mensagem do evangelho outras ilhas na Polinesia, que ainda não possuem missionarios e igrejas…

Atenciosamente,

Pr. Luciano A. A. Vicente
Líder de Base – Projeto Ilha de Pascoa

2018-07-26T20:28:21+00:00