Sabemos que é impossível agradar a Deus sem Fé (Hebreus 11:6) e também é impossível fazer Missões sem um coração sincero. Nossos missionários sentem a sinceridade do coração de nossos mantenedores a cada oração que fazemos, cada ajuda que enviamos e por cada vida salva, ainda mais quando tratamos de crianças.

Jesus disse, em Lucas 18:16, para deixarmos as crianças vir até Ele porque o Reino de Deus é delas. No Paquistão muitas destas crianças ainda são forçadas ao trabalho (que podemos dizer ser de forma escrava) visto que seus pais não possuem condições para sustentá-las. Quantas crianças hoje, no Brasil, não estudam todos os dias? Quantas crianças, aqui em nosso país, brincam, se alimentam regularmente, têm (mesmo quando pouco) o que vestir, um cobertor para fugir do inverno, etc? Infelizmente, muitas vezes, esquecemos de agradecer a Deus pelas condições que Ele nos proporciona em nosso país. Contudo, apesar das nossas dificuldades, ainda amamos ao próximo ajudando nossos missionários melhorarem a vida destes pequenos e pequenas. 

Nos primeiros meses deste ano, enquanto aproveitamos o verão em nosso país, no hemisfério norte (onde fica o Paquistão), as crianças sofrem com o inverno. Sabendo disso, a nossa missionária (Aneela Zia), com sua ajuda, levou algumas coisas (como blusas, cobertores, etc) para aquecê-las um pouco. É válido relembrar que nem sempre conseguimos tirar as crianças do seu “trabalho” para virem para o projeto Casa da Esperança; não podemos “forçar” os pais a tirá-las de lá – isso quando estas crianças não são órfãos, pois quando são é ainda mais difícil: pois quem libera cada uma delas é o próprio “patrão”. Entretanto continuamos ajudando e aos poucos conquistando cada uma delas e apresentando o nosso Senhor Jesus. 

Como escrito pela nossa missionária: “você não pode imaginar como é a situação destas crianças, não há palavras, nada pode explicar a condição miserável que elas vivem” (tradução livre). Por lá encontramos criança sem sapatos, algumas sem roupas, sem água e sem nenhuma condição sanitária suportável – doenças como hepatite B e C, febre, etc, são comuns. Infelizmente uma criança faleceu devido à pneumonia por causa do frio intenso. Nosso projeto é poder abrir um centro de ajuda humanitária na região onde estão estas crianças. Pois, mesmo que não conseguimos tirá-las de lá, ao menos vamos ajudá-las com o podermos – alimentos, roupas, remédios, etc. 

Um homem, pai de família, que perdeu seu filho, nos disse “estamos pedindo a Deus para enviar um anjo que possa nos tirar desta vida escrava” (tradução livre). É triste sabermos que se pudéssemos conseguir apenas R$3,35 por dia (R$100,00 por mês), poderíamos hoje mesmo salvar uma criança desta condição.

Deixo disponível meu WhatsApp particular caso necessite de algo, ficarei feliz em manter contato com você. Meu número é: (19) 9 9810-8624

Que Deus continue sempre lhe abençoando e prossigamos juntos nesta linda obra para o Reino de Deus! 

Um grande abraço, 

Missionário Heliel Braga