O país

Indonésia, oficialmente República da Indonésia (em indonésio:Republik Indonesia, é um país localizado entre o Sudeste Asiático e a Austrália, sendo o maior arquipélago do mundo, composto pelas Ilhas de Sonda, a metade ocidental da Nova Guiné e compreendendo no total 17 508 ilhas. Por ser um arquipélago, tem fronteiras terrestres com Malásia (na ilha de Bornéu), Timor-Leste (na ilha do Timor) e Papua-Nova Guiné (na Nova Guiné); e marítimas com as Filipinas, Malásia, Singapura, Palau, Austrália e com o estado indiano de Andaman e Nicobar. A localização entre dois continentes — Ásia e Oceania — faz da Indonésia uma nação transcontinental. O país é uma república, com poder legislativo e presidente eleitos por sufrágio universal, sendo sua capital a cidade de Jacarta, com uma população de cerca de 10 milhões de pessoas.

Fonte: Wikipedia.

As religiões

Embora a liberdade religiosa seja garantida pela constituição indonésia, o governo reconhece oficialmente apenas seis religiões:islamismo, protestantismo, catolicismo, hinduísmo, budismo e confucionismo. A Indonésia é o mais populoso país de maioria muçulmana do mundo (87,2% da população em 2010), sendo a maioria de muçulmanos sem denominação. Em 21 de maio de 2011, o Conselho de Sunitas e Xiitas da Indonésia (muhsin) foi estabelecido. O conselho pretende realizar reuniões, diálogos e atividades sociais. Era uma resposta para atos de violência cometidos em nome da religião. Cerca de 9% da população é cristã, 3% hindus e 2% budista ou outro. A maioria dos hindus indonésios estão em Bali e a maioria dos budistas do país são de etnia chinesa.

Apesar de agora serem religiões minoritárias, o hinduísmo e o budismo permanecem definindo influências na cultura indonésia. O islamismo foi adotado pela primeira vez por indonésios no norte da ilha de Sumatra durante o século XIII, pela influência de comerciantes árabes, e tornou-se a religião dominante no país por volta do século XVI. O catolicismo romano foi trazido para a Indonésia por colonos e missionários portugueses e as denominações protestantes são em grande parte resultado dos esforços de missionários holandeses calvinistas e luteranos durante o período colonial do país. Uma grande parte dos indonésios praticam uma forma sincrética menos ortodoxa de sua religião, que se baseia em costumes e crenças locais.

Fonte: Wikipedia.

Translate »