O país

Honduras é um país pobre. Desigualdade econômica, desnutrição e favelas estão por toda a parte. A população é jovem – 50% dos hondurenhos têm menos de 19 anos, mas a miséria é endêmica, o desemprego é crônico e a melhor maneira de melhorar a vida é entrar para o tráfico de drogas.
O comércio das drogas é controlado por gangues conhecidas como “maras”. Elas estão espalhadas por todo o país e são as responsáveis pela alta taxa de homicídio.

Catástrofes naturais pioram o cenário
Como se tudo isso não bastasse, Honduras é frequentemente atingida por furacões. O país foi devastado pelo furacão Mitch em 1998. Na época, 5.000 pessoas morreram e mais de 70% das plantações foram destruídas. Os prejuízos foram estimados em US$ 3 bilhões (cerca de R$ 5,4 milhões).
Por conta disso, milhares de hondurenhos deixam o país em busca de uma vida melhor nos Estados Unidos. O dinheiro que esses emigrantes, muitos deles em situação ilegal, mandam para o país-natal é uma importante fonte de renda de muitas famílias.

Fonte: R7.com

Informações

  • Capital: Tegucigalpa.

  • População: 7,5 milhões (estimativa 2007).

  • Localização geográfica: América Central.

  • Cidades Principais: Tegucigalpa, San Pedro Sula, El Progresso, La ceiba, Choluteca.

  • Clima: tropical.

  • Idioma: espanhol (oficial).

  • Religião:  cristianismo entre catolicos e (96,7%), sem religião e ateísmo (1,2%), outras religiões (2,1%).

  • Índice de Alfabetização: 80%.

Fonte: Wikipedia.

O projeto

O projeto Honduras é uma visão dada por Deus ao pastor Gustavo Souza. O mesmo deixou o Brasil para viver em um dos países mais pobres das Américas e com duas cidades que estão entre as dez mais perigosas do mundo. São elas: San Pedro de Sula e Tegucigalpa.

Atendendo o clamor desta nação, o projeto “Por Amor Honduras” tem implantado igrejas autóctones, evangelizando através do esporte e alcançando muitos jovens. Além disso, prestamos assistência social a comunidade da periferia de Tegucigalpa em um bairro que surgiu após o furação de 2011 – para abrigo dos sobreviventes desta catástrofe natural.

Como parte da equipe missionária que atua em Honduras, nós temos o obreiro Saul Alvarado que é fruto desta missão por amor a Honduras.

Objetivos: ganhar almas, discipular  e  enviar como missionarios a regiões norte e oeste de Honduras.

Metas: formar novos missionários, conseguir sustento para que pregem o evangelho e alcançar a população indígena no interior que vivem em miséria e clamam por socorro.

HOND 1

 

Discipulando Nações

O projeto

A Missão Discipulando Nações é o resultado do chamado de Deus ao Pr. Luciano A. A. Vicente em abril de 2003, quando em visão lhe foi mostrado as nações e povos. A partir desta data, Pr. Luciano, obediente ao chamado e visão celestial, passou a pregar o evangelho, implantar novas igreja, formar novos missionários e cooperar na tradução de porções bíblicas e folhetos evangelisticos em várias línguas. Sua atividade missionária iniciou na cidade de Taubaté (estado de São Paulo), seguindo para o Sul de Minas Gerias e Serra do Mar (Ubatuba), Miranda no Mato Grosso do Sul e para os seguintes países: Paraguai e Argentina (2012), Venezuela e Bolívia  (2013), Peru e México (2014), Guatemala e Honduras (2015), República Dominicana e Haiti (2016). Temos como base bíblica o evangelho de Mateus 28:19 e Atos 1:8; o objetivo é alcançar com a pregação do evangelho o maior número de almas em todas as nações para Cristo. Na visão de formar discipulos para dar continuidade aos trabalhos evangelisticos, apoiando missionários nativos com ajuda econômica, formação teológica e tradução biblica .
 
Nosso lema é : fazendo discipulos de Jesus até os confins da terra ! 

Pastor Luciano Vicente (líder)

foto Perfil Pr Luciano

  • Consagrado ao ministério em setembro de 2005 – Assembleia de Deus em Taubaté;
  • Médio em Teologia e Missiologia – Centro Internacional Missões – São Lourenço – MG;
  • Missiologia – Emad, Ciência da Religião e Bibliotecário – Escola Ensino Nacional;
  • Presidente da Igreja Assembleia de Deus Discipulando Nações;
  • Presidente do Projeto Missionario Discipulando Nações;
  • Missionário Ativo em 9 etnias indígenas em 5 Nações.
Translate »