Bolívia

Raquel Diaz
Raquel é a mais velha de 5 irmãos, três meninas e dois meninos. Ela é responsável por alimentar e cuidar de todos, pois seu pai faleceu e sua mãe trabalha o dia todo limpando casas. Raquel também ajuda com as tarefas domésticas e no cuidado dos animais que geram uma renda extra. Seu irmão menor sofre de uma doença no pulmão, o que gera   constantes gastos com médico e remédio.

[ Quero adotar esta criança ]

Francisca Veizaga

Francisca vive com seus avós, pois os pais perderam sua guarda. O pai e a mãe são alcoólicos, e deixavam a menina sozinha sem os cuidados necessários. Por isso, os avós pediram sua custódia e tiveram o apoio das autoridades. Os avós de Francisca lhe oferecem muito amor, mas passam por situações econômicas difíceis, pois sua única fonte de renda é a agricultura (avô) e a venda de verduras (avó) na feira. Está atualmente na quinta série e é uma menina feliz e risonha.

[ Quero adotar esta criança ]

Lazaro David Patzi

Quando Lázaro nasceu, os médicos o desenganaram pois não teve reação quando saiu do útero. Mas por um milagre, ele reagiu e chorou, deixando os médicos maravilhados. Por isso seus pais colocaram o nome de Lázaro. Sua família frequenta a igreja e temos percebido sua falta de recursos para cuidar dos 5 filhos. O pai se levanta cedo para trabalhar em fornos de tijolo e a mãe se dedica a cuidar os filhos. Esta na primeira série na Escola Simon Bolívar.

[ Quero adotar esta criança ]

Susana Rojas

Susana vive com seus país. A família veio da zona do altiplano, da comunidade de Tapacari, que está a 3200m do nível do mar. O pai trabalha oferecendo seus serviços de carga e descarga de sacos pesados de caminhões, e nem sempre encontra demanda. A mãe se dedica à criação de animais e busca roupa para lavar em casas da cidade, deixando Susana responsável por cozinhar e realizar as tarefas da casa.

[ Quero adotar esta criança ]

Zenon Atahuich

(Brasil) Pará

Guilherme Alves da Costa
Este menino mesmo tão pequeno já carrega tantas histórias por trás deste sorriso lindo, é gêmeos com seu irmão e desde muito pequeno sua mãe decidiu ir embora e entregou eles para a avó materna que também cria outros netos de seus outros filhos mesmo sem condições alguma, ele nunca soube quem é seu pai, contudo ele em todo tempo tem sempre consigo este riso sincero.

Sua avó já é idosa e vive de uma aposentadoria, mas a mesma não consegue suprir as necessidades da família pois esta é a única renda de uma família com mais de dez pessoas.

Ele faz parte da creche desde bem pequeno, nós ajudamos conforme podemos dando o lanche, reforço escolar, espiritual e também o carinho e afeto que não se tem em casa. Se você puder contribuir seja de qualquer forma conosco será uma benção.

[ Quero adotar esta criança ]

Maria Gabrielle da Costa Araújo

Mora com seus pais em uma humilde casa com mais 09 (nove) irmãos todos crianças, sua família não possui renda fixa, seu pai trabalha na roça e sua mãe e catadora de marisco.

Sua família não prática  a fé cristã essa é um das necessidades, sem contar a questão vestir, calçar e principalmente o alimento na maioria das vezes o alimento do dia é o lanche que come quando chega na creche.

Mesmo sendo uma pequena menina tem um compromisso impressionante com seu estudo sempre foi muito frequente na creche e sonha em vencer na vida, é nós do corpo docente ajudamos a dando o reforço escolar e principalmente o espiritual. Seja você também um ajudador sabendo que de tudo dará o Senhor a recompensa necessária.

[ Quero adotar esta criança ]

Nayara do Socorro Oliveira da Silva

Está menina é uma das nossas primeiras alunas da creche acompanhamos a história de vida dela desde que era ela bem pequena, mora em uma humilde casa com seus pais e mais 4 irmãos seus pais não possuem renda fixa e para tentar suprir as maiores necessidades da família eles vivem da pesca mas não dá para quase nada e por esta razão a família passa por muitas necessidades.

Inúmeras vezes mesmo não sendo dia de atender crianças na creche eles nos procuram em busca de alimentos porque estão sem ter nada para comer essa é uma das famílias mais necessitadas, nós sempre procuramos ajudar como podemos mas nossas condições não nos permitem muita coisa, se você deseja apoiar nossa causa saiba que de tudo que for feito a recompensa virá dos seus para as vossas vidas.

[ Quero adotar esta criança ]

Otávio André Santa Brígida da Costa

Mesmo sendo tão pequeno e tão indefeso é um dos mais guerreiros, sua mãe o abandonou com o pai desde que nasceu, seu pai não tem renda fixa e desde que teve um problema de saúde ficou com deficiência na perna, eles moram com a avó paterna.

As necessidades são grandes no calçar, vestir e no alimento em algumas vezes o seu primeiro alimento é o que é recebido quando chega na creche, contudo ele é uma das crianças mais assíduas que tem na creche e nós do corpo docente procuramos sempre além dá o reforço escolar e espiritual procuramos sempre dá o afeto e carinho que ele não encontra em casa. Fazemos o que está ao nosso alcance queríamos poder fazer mais porem as condições não nos permite, se você deseja ser um colaborador de qualquer  formar saiba que seremos gratos e Senhor verá o vosso esforço.

[ Quero adotar esta criança ]

Tayane da Costa Araújo

Mora com seus pais em uma humilde casa com mais 09 (nove) irmãos todos crianças, sua família não possui renda fixa, seu pai trabalha na roça e sua mãe e catadora de marisco.

As necessidades são grandes, tanto no vestir e calçar como no alimento, as vezes seu único alimento do dia é o lanche que é dado na creche, ela já conosco na creche desde bem pequena sempre foi muito assídua, estudiosa mesmo sendo ainda pequena é dona de grandes sonhos e nó fazemos o possível para ajudarmos como podemos para o futuro dela.

Seja você também um colaborador na vida e na história dela.

[ Quero adotar esta criança ]

Equador

Paola Janeth
Jennifer Alexandra Baños Quiroz
Jennifer Alexandra Baños Quiroz
Anderson Castro Quiroz
Erika Caisatacsig Cuasquer
Katerine Dayana Caisatacsig Cuasquer
Anderson Catota Calvopiña
Kevin Catota
Lenin Pallasco Calvopiña
Jon Jairo

Haiti

Christina Orissaint
Decouvert Fanort
Dessources Carl Handy
Pierre Louis Louvencky
Solin Sendy
Ted Delva
Woovenson Pierre Louis

(Índia) Throw The Net - Escola (Mechuca)

Drema Philley
Dorjee Buri Philley
Miss Cheren Philley
Karjum Pusang
Karma Chojom Philley
Karma Yornyi
Karmi Kamdong
Kesang Dawa Philley
Kiran Koje
Lera Naksang
Lethak Dorjee Buru
Lhakpa Drema Dorsom
Lhakpa Maney
Lhakpa Tsering Philley
Lhanjom Mosing
Lijum Yubi
Liloti Sharma
Meena Jempen
Tagu Yorung
Tai Yorung
Taje Podo
Tajur Bakar
Taling Hemi
Tanu Rai
Tanya Bakar
Tapa Kampom
Taru Yornyi
Tashap Mosu
Tashi Lhamu Sona
Tasin Rai
Thinley Dorjee Gyana
Thomas Kampom
Tony Samyor
Toyum Podo
Tsering Dindup
Tsering Khandu Sona
Yabi Kochung
Yani Torung
Yanu Podo
Yanya Bakar
Yapop Mosing
Yari Rai
Yater Tame
Chote Baki
Jona Rai
Sonan Khoyum

(Índia) Throw The Net - MODI

Shrithi
Tasmiya
Usna
Velliangiri
Zaiba
Zainab
Zakeer
Zevariya
Zoya

(Índia) Good News Center - Orfanato (Casa Lar)

Hasnen

O pai de Hasnen era um trabalhador assalariado,  todo o dinheiro que ganhava gastava com o vício das drogas e álcool. Muitas vezes  foi mantido em reabilitação, mas não conseguiu desistir dos maus hábitos, então começou a vender os bens domésticos para suprir seu vício, um dia  vendeu os documentos de sua propriedade  sem o conhecimento da sua esposa, mais tarde ele faleceu devido ao contínuo uso de drogas e álcool. Foi um grande desafio para sua mãe conseguir um emprego  por ser muito pobre, simples e analfabeta. Foram tempos difíceis quand até passaram fome. Ela ouviu falar sobre a Casa-Lar das Crianças “Apna Pariwar” através de seus vizinhos e nos pediu para que cuidássemos de seus filhos Hasnen, Rafik e Khalid,  que foram trazidos aos nossos cuidados.

[ Quero adotar esta criança ]

Rafik

O pai de Rafik era um trabalhador assalariado,  todo o dinheiro que ganhava gastava com o vício das drogas e álcool. Muitas vezes  foi mantido em reabilitação, mas não conseguiu desistir dos maus hábitos, então começou a vender os bens domésticos para suprir seu vício, um dia  vendeu os documentos de sua propriedade  sem o conhecimento da sua esposa, mais tarde ele faleceu devido ao contínuo uso de drogas e álcool. Foi um grande desafio para sua mãe conseguir um emprego  por ser muito pobre, simples e analfabeta. Foram tempos difíceis quand até passaram fome. Ela ouviu falar sobre a Casa-Lar das Crianças “Apna Pariwar” através de seus vizinhos e nos pediu para que cuidássemos de seus filhos Hasnen, Rafik e Khalid,  que foram trazidos aos nossos cuidados.

[ Quero adotar esta criança ]

Sonali

Os pais de Sonali se amavam , eram casados e viviam feliz até que seu pai começou a usar drogas arruinando e consumindo sua vida, se tornando negligente com as responsabilidades da casa. Levando a mãe de Sonali  a trabalhar como empregada doméstica para ajudar nas despesas de casa. Quando seu pai faleceu, a renda da casa diminuiu acarretando mais fardo a sua mãe para educar Sonali. Assim pediu que a nossa casa recebesse Sonali no dia  10 de Outubro de 2007

[ Quero adotar esta criança ]

Joseph Apna

Indonésia

Alexander Halawam

Alex vivia em Nias junto com os pais e mais 8 irmãos, uma família de 11 pessoas, que todos trabalhavam na plantação de batatas e na coleta de pedras, sua renda familiar era de R$120,00 (cento e vinte reais), estava fora da escola há 2 anos, pois sua família não tinha condições de pagar a escola. Sua alimentação base era arroz, batatas e folhas de mamão, seu café da manhã era banana. Perguntamos a ele qual a fruta que ele mais gosta, ele respondeu uva, mas disse que nunca experimentou, então perguntamos, mas como você gosta sem nunca ter experimentado, ele disse que no livro da escola falava que uva era linda e gostosa.  Alex tem o sonho de ser pastor, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Bobby

Bobby e um dos irmãos de Wirda, eles estão em nosso abrigo, porem ainda em Nias eles ainda tem mais 3 irmãos que estão em mais 2 lugares diferente, os 2 menores estão na casa da avó e o mais novo de 4 anos de idade está em um orfanato. Bobby morava somente com o pai e com Wirda, os três trabalhavam em campos de arroz e o salário da família era de R$ 120,00 (cento e vinte reais). As escolas da Indonésia não são públicas, mesmo sendo ela pelo governo a família tem que pagar uma taxa que varia pelo ano letivo de cada um. Bobby e sua família comiam banana no café da manhã, no almoço arroz e folha de mamão e a noite no jantar seria a sobra do almoço quando havia sobra. Bobby perdeu sua mãe devido a um câncer no seio, por não ter médicos qualificados e também não ter recursos sua mãe morreu em casa, tratada somente com ervas medicinais, sem um tratamento devido o tumor rompeu. Bobby tem um sonho de ser Policial, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

David El-Roy

David morava com sua família de 6 pessoas, os pais e mais 3 irmãos, ele tem 14 anos e desde dos 7 anos ele trabalhava no campo de arroz, sua renda era de R$ 80,00 ( oitenta reais), ele estava a 1 ano fora da escola pois sua família não tinha como pagar seus estudos. Sua alimentação era a base de arroz e peixe que eles criavam somente para o consumo, 1 peixe era dividido para 3 pessoas. David tem o sonho de ser professor, perguntamos a ele por que ser professor? Ele respondeu “eu andava 12 km para chegar à escola, chegava às vezes com os pés sujo de lama e outras crianças ficavam rindo de mim, eu sendo professor posso dar aula para meu povo dentro de minha aldeia”, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Felistina Halawa

Quando chegamos à casa de Felis encontramos uma menina com um sorriso lindo, que falando de suas dificuldades, não parava de sorrir, ela disse que acordava às 4 da manhã para ir para escola, andava 2 horas e 30 minutos para chegar á escola. Chegava em casa às 2 horas  da tarde almoçava e ia para o campo de arroz, falava que muitas vezes ia dormir com fome, pois não tinha mais comida, mesmo assim com um sorriso lindo no rosto, perguntamos ela porque esse sorriso ao falar de todas as suas dificuldades, ela respondeu “ todos os dias as 4 da manhã eu pedia a Deus que mudasse minha sorte, e hoje Deus respondeu minhas orações”. Felis tem o sonho de ser professora, ela hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Hansel Emmanuel

É o mais novo entre os 3 irmãos, filhos de um casal de missionário que hoje estão trabalhando na ilha de Papua, como seria perigoso para os filhos eles deixaram os 3 em nossos cuidados. Seus pais estão trabalhando entre duas tribos que estão em guerra, no dia 28 de abril sua casa foi atacada e queimaram tudo que eles tinham hoje seus pais estão morando na casa de outro casal de missionário. Hansel tem um sonho de ser pastor, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Henock Rivaldo

O filho do meio entre os 3 irmãos, filhos de um casal de missionário que hoje estão trabalhando na ilha de Papua, como seria perigoso para os filhos eles deixaram os 3 em nossos cuidados. Seus pais estão trabalhando entre duas tribos que estão em guerra, no dia 28 de abril sua casa foi atacada e queimaram tudo que eles tinham hoje seus pais estão morando na casa de outro casal de missionário. Henock tem um sonho de ser arquiteto, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

John Firman Zai

Já tínhamos andado mais de 6 horas, para chegar a casa dele, uma casa onde não tinha nada nem cadeira para sentarmos, não tinha energia, super simples. Eu fui o primeiro missionário branco a chegar nessa área. Ele morava com sua família de mais 7 irmãos e a mãe, no total de 9 na família, todos trabalhavam no campo de arroz, com um salário mensal de R$90,00 ( noventa reais ), estava sem estudar pois na escola não havia professores para a turma dele, além de não ter dinheiro para pagar, se alimentava 2 vezes no dia com alimentação base de arroz, legumes e peixes que eles mesmo pescavam, em época de chuva eles ficavam ilhados em sua própria casa. Jonh tem o sonho de ser policial, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Molisman Ria

Molis morava na ilha de Nias junto com seus pais e mais 7 irmãos, trabalhava no campo de arroz e também na coleta de pedra, recebiam em torno de R$ 100,00 (cem reais), estava fora da escola por não ter dinheiro para pagar os estudos. Quando Molis chegou a nosso projeto estava com o braço fora do lugar, pois havia caído na ilha e como não tinha medico e nem dinheiro para cuidar ele ficou tratando em casa, levamos o Molis ao medico e lá vimos que era algo muito mais serio, pois já havia algum tempo que o braço estava fora do lugar e ele teve que fazer uma cirurgia, hoje Molis já fez a cirurgia e logo começará a fazer fisioterapia. Molis tem o sonho de ser presidente, isso mesmo presidente, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Nopitasari

Nopi morava com sua mãe seu pai e mais 8 irmãos, trabalha no campo de arroz e na coleta de pedra, também quando sua família era chamada para trabalhar na roça de cacau, recebiam entorno de R$ 60,00 (sessenta reais) a R$ 90,00(noventa reais) depende da colheita, Nopi estava sem estudar pois a família não tinha condições de pagar os estudos, e sua casa ficava em um lugar de difícil acesso. Nopi tem um sonho de ser médica e também pastora, ela hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Octavianus

Okta morava em Nias junto de sua família, eles eram em 8, trabalhavam com agricultura, tinha uma vida simples, já estava fora da escola pois não tinham dinheiro para pagar os estudos, tinha um salário de R$ 60,00 (sessenta reais). Okta tem o sonho de ser pastor, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Sefirman

Para chegar a casa dele tivemos que andar por 12 km, e ainda esperar ele em outra casa, pois a casa dele ainda ficava a mais 4 km de onde estávamos, ele morava com seus pais e mais 4 irmãos, trabalhavam como agricultor tinha uma renda de R$ 150,00 ( cento e cinqüenta reais), estava sem estudar por ser muito longe de sua casa a escola para a serie dele, e por não ter dinheiro para pagar os estudo. Sefirman quando tinha 8 anos de idade um pássaro bicou o olho direito dele, como morava muito longe, não tinham dinheiro e na ilha de Nias não  medico especialista,  até hoje ele não enxerga com o olho direito, queremos levantar um recurso para a cirurgia dele. Perguntamos a ele se ele tinha esperança de voltar a enxergar ele disse que não tinha, pois na ilha não havia médicos e nem recurso para isso, mas aqui no projeto ele renovou as esperanças e crê que pode voltar a enxergar. Serfirman tem o sonho de ser técnico em informática, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Sozatulô

Sozatulö morava com sua família de 8 pessoas, 5 irmãos mais novos que ele, o pai e a mãe. Trabalhavam como agricultores na colheita de cacau. Nas horas de folga da lavoura ele catava pedra para vender (isso é muito normal em Nias, a coleta de pedras e feita por maioria de viúvas e crianças, pois assim os donos pagam o preço que eles querem). A renda da família e de R$120,00 (cento e vinte reais), esse valor é para todos os gastos com a casa e também escola, na Indonésia mesmo as escolas do governo os pais tem que pagar uma taxa para cada filho, essa taxa varia com a classe que o filho está estudando, a taxa mínima e de R$ 10,00 (dez reais) esse valor pra nós e um valor muito baixo, porém essa família tem 6 filhos, e sua renda é R$120,00 (cento e vinte reais). Sozatulö tem um sonho de ser Pastor, e hoje ele faz parte do nosso projeto casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Vandro Alfrednego

É o mais velho entre os 3 irmãos, filhos de um casal de missionário que hoje estão trabalhando na ilha de Papua, como seria perigoso para os filhos eles deixaram os 3 em nossos cuidados. Seus pais estão trabalhando entre duas tribos que estão em guerra, no dia 28 de abril sua casa foi atacada e queimaram tudo que eles tinham hoje seus pais estão morando na casa de outro casal de missionário. Vandro tem um sonho de ser empresário, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Wirda Nov

A casa de Wirda foi a primeira que visitamos uma casa muito humilde, com paredes de bambu, o chão de terra, o fogão era 2 lajotas no chão, onde ali eles cozinhavam o que tinha para comer nesse dia, arroz e sayur (vegetais). Wirda morava com o pai e seu irmão Bobby que também faz parte do nosso projeto, porém Wirda tem mais 3 irmãos além do Bobby, (2 deles estão com a avó  e 1 em outro orfanato). Wirda trabalhava com o Bobby e seu pai no campo de arroz, o salário da família era de R$ 120,00 (cento e vinte reais). Ela estava sem estudar, pois não havia mais turma para ela, a outra escola ela e o Bobby andavam quase 3 horas de bicicleta para poder estudar. Wirda tem um sonho de ser médica, perguntamos por que esse sonho, ela nos disse que sua mãe morreu de câncer de mama, pois não tinham dinheiro para pagar a consulta e os remédios, com isso o câncer cresceu e rompe, ficando exposto, seu único tratamento era chá feito em casa mesmo, a mãe de Wirda morreu em seu colo. “Quero ser médica, pois assim posso cuidar das famílias carentes como a minha, e nenhuma criança vai perde a mãe como eu perdi, e nenhuma família vai ser espalhada como a minha foi”. Ela hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Yetilina

Yeti morava na ilha de Nias com sua mãe e mais 5 irmãos, uma casa muito simples que ainda carregava nas parede as marcas do terremoto de 2005 que vitimou mais de 1000 moradores da ilha. Yeti estava fora da escola, pois tinha que trabalhar para ajudar a mandar a casa, junto com a família ela colhia batatas para porcos (um tipo de batata que não e usada para comer só tratar de porcos), e na lavoura de cacau de seu patrão, tinha uma renda mensal de R$120,00 (cento e vinte reais). Yeti tem o sonho de ser enfermeira, ela hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Yusuf

Yusuf morava com seus pais e seus 7 irmãos, trabalhava carregando pedras e na roça de cacau, ganhava R$140,00 (cento e quarenta reais), não podia estudar, pois não tinha dinheiro e teria que trabalhar para ajudar a família. Yusuf tem o sonho de ser Pastor, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

Yustinus

Yustinus morava e trabalhava em Nias com seus pais e seus 7 irmãos, em campo de arroz e cuidava de jardins, recebiam em torno de R$ 60,00 (sessenta reais) por mês, já estava sem estudar, pois não tinha como pagar seus estudos. “Muitas noites eu dormia com fome, pois não tínhamos nada para comer, e quando tínhamos dávamos para nossos irmãos menores” essas foram as palavras de Yustinus para nos no dia que visitamos a casa dele. Yustinus tem o sonho de ser pastor, ele hoje faz parte do nosso projeto Casa de discípulo El-Jireh, que tem como propósito central o discipulado de novos pastores e missionários.

[ Quero adotar esta criança ]

México

Andrea Hanani Barbosa Garduño

Eu conheci a Deus por minha mãe que me levou na igreja. Desde que ela aceitou a Cristo, levou eu e meus irmãos, e todos nós aceitamos a Cristo. Minha mãe desde que aceitou a Cristo começou a trabalhar na igreja. E eu me sentia feliz na Escola Bíblia Dominical e procurava aprender mais e mais de Deus.

Um dia meu pai foi embora de casa, nos abandonou e minha mãe teve que trabalhar para nos sustentar. Também perdemos a nossa casa e tivemos que ir morar com os nossos avós por um tempo. Depois minha mãe teve que alugar uma casa porque já não cabíamos na casa dos meus avós. Eu comecei a sentir muito triste e parecia que Deus nos havia abandonado, por tanto sofrimento que passávamos. Porém um dia Dois usou uma missionaria e me falou que Ele era o meu pai, meu amigo e que eu era a menina dos seus olhos, que eu não estava só. Então alegrou meu coração e deste então não deixo de orar agradecendo a Deus por todo. Estou preparando em oração porque já quero me batizar, continuo louvando a Deus com o pandeiro e dançando para Ele. E não tenho vergonha de o adorar assim porque vejo como Deus nos ama e nos ajuda.

[ Quero adotar esta criança ]

Jonathan Abraham Orellana Bautista

Jonathan é filho do missionário Oscar. Sua esposa teve uma gravidez de alto risco, esteve muitas vezes a ponto de abortar, mas Deus não permitiu. Hoje, graças a Deus, é uma criança saudável, gosta de orar, quer tocar a bataria na igreja. Ainda ele não tem bateria, então pega as panelas e tampas, também as colheres para fazer de conta que é uma bateria. Fala sempre que quer ser um pregador da palavra, um bom pastor. E em suas orações sempre pedi a Deus que lhe ajuda a conseguir cumprir os seus sonhos.

[ Quero adotar esta criança ]

Jaqueline Elizabeth Orellana Bautista

Jaqueline é uma benção de Deus, filha do missionário Oscar. Quando sua mãe estava grávida, os médicos disseram que ela não podia ter filhos, que era estéril. Todos os exames e tratamento que fizeram e medicamentos que tomou foram em vão. Então sua família esteve em oração e Deus respondeu.

Hoje em dia Jaqueline é uma menina que louva a Deus, está aprendendo a tocar o pandeiro e a dançar para louvar ao Senhor. Está na escola cursando o quarto ano primário.Ela diz que quer ser missionaria.

[ Quero adotar esta criança ]

Katerinne Rebecca Orellana

Katerinne é uma menina muito alegre, filha do missionário Oscar, gosta muito de adorar a Deus através do cântico e da dança. Gosta muito de ouvir as histórias da Bíblia Sagrada.

Depois de sua mãe não poder ter filhos – segundo os médicos, Katerinne é uma promessa de Deus cumprida na vida dela, pois Deus a revelou em um sonho que eu teria mais uma filha. E, graças a Deus, ela é uma grande benção nas nossas vidas.

[ Quero adotar esta criança ]

Linet Pacheco Hernandez

Linet é filha da missionária Jefiner junto com seu falecido esposo; é uma menina meiga e antes tinha um olhar muito triste, mas depois que sua mãe aceitou a Jesus este olhar melhorou. Sua mãe trabalha muito para sustentar Linet e suas irmãs.

É uma criança que gosta muito de tocar pandeiro e dançar para louvar a Deus.

[ Quero adotar esta criança ]

Jessenia Reyes Hernandez

Jessenia é uma benção de Deus na vida de sua mãe, ela e suas duas irmãs sofreram muito porque tinham um pai alcoólatra que os maltratava muito. E Jessenia, sendo a maior, sofria mais.

Seu pai bebia muito, e muitas vezes chagava em casa bêbado e ela, sua mãe e irmãs precisavam correr, muitas vezes debaixo de chuva e de madrugada. No tempo de frio corriam sem um agasalho, nada, as meninas tremendo de frio tinham que se abraçar para uma aquecer a outra. A seu pai nada disso importava.

Porém quando ela estava com 3 anos de idade, seu pai faleceu. Sua família passa por muitas necessidades. Jessenia e suas irmãs estudam e, no México, até mesmo escola pública possui taxas.

Jessenia é hoje uma menina alegre, que louva a Deus sendo panderistas na igreja. Ela toca pandeiro e dança para a glória de Deus.

[ Quero adotar esta criança ]

Sandra Itzel Hernandez Cruz

Sandra ficou órfã aos 4 meses de idade. Muitas vezes Sandra não teve lugar adequado para estar descansando e alimentando. Hoje Sandra é uma menina alegre e toca pandeiro na igreja.

[ Quero adotar esta criança ]

Moçambique

Beatriz Sérgio Muanga
Carolina Armando Novela
Cristiano Tonecas Boca
Lopes Antenji Alifa
Yuren Abel

Níger

Bachirou

Paquistão - Casa da Esperança

Yashua
Aman Khalid

Meu nome é Aman, tenho um irmão e duas irmãs; infelizmente meu pai faleceu de um ataque cardíaco e minha mãe sofre de artrite. Fui levado, por minha mãe, para a Casa da Esperança porque sou de uma família muito pobre e minha mãe não tinha condições para cuidar de nós. Aqui tenho oportunidade de crescer e aprender coisas novas.

[ Quero adotar esta criança ]

Timmer
Meu nome é Timmer, tenho 10 anos. Meu pai abandonou minha família há 5 anos e, para nos sustentar, minha mãe trabalha como doméstica – porém seu ganho é muito pouco e ela não consegue nos alimentar. Deus nos abençoou com a Casa da Esperança, onde posso etar com outras crianças, estudar e ter minha alimentações diárias.

[ Quero adotar esta criança ]

Khushi

Meu nome é Khushi. Tenho 7 anos. Meu pai nos deixou há dois anos. Eu amo brincar com bonecas. MInha mãe, para conseguir nos sustentar, trabalha como doméstica – infelizmente, ganha muito pouco e só consegue pagar nossa comida. Sou grata ao Senhor pela Casa da Esperança porque aqui, com sua ajuda, posso estudar, brincar e ter uma vida melhor.

[ Quero adotar esta criança ]

Meerab
Sou a Meerab. Tenho 8 anos. Meu pai, infelizmente, sofreu um acidente de carro e faleceu – é uma grande perda para nossa família. Por causa disso minha mãe hoje trabalha como doméstica para tentar sustentar nossa família, mas ela recebe muito pouco e não consegue arcar com as despesas diárias e minha educação – eu queria poder ir para escola todos os dias, mas não consigo.

[ Quero adotar esta criança ]

Shiza

Sou a Shiza. Tenho 15 anos. Infelizmente meu pai faleceu. Meu sonho é ser uma médica no futuro e gostaria muito de estudar para isso, mas minha família não tem condições de ajudar nos meus estudos. Sou grato pela Casa da Esperança pois aqui eu consigo ter a possibilidade de estudar a educação básica.

[ Quero adotar esta criança ]

Translate »